Acessibilidade

Comissão Nacional de Farmácia e Terapêutica

Imprimir

À Comissão Nacional de Farmácia e Terapêutica compete:

  • Assegurar a articulação e a partilha de informação entre as CFT dos Hospitais do SNS e das Administrações Regionais de Saúde (ARS);
  • Promover a elaboração e aprovar os critérios de utilização de medicamentos, a incluir no FNM;
  • Elaborar protocolos de utilização de medicamentos;
  • Monitorizar o cumprimento, no âmbito do SNS dos critérios de utilização dos medicamentos;
  • Elaborar estratégias efetivas de promoção da utilização racional do medicamento, transversais e de integração dos diferentes níveis de cuidados de saúde;
  • Emitir os pareceres que lhe sejam solicitados pelo Conselho Diretivo do Infarmed, no prazo definido por acordo entre aquele Conselho Diretivo e a direção da CNFT, em matérias relacionadas com a utilização de medicamentos no SNS.

 

No âmbito das suas funções e competências, a CNFT deve articular-se com as CFT dos estabelecimentos hospitalares e das ARS que atuarão como órgão de ligação entre a CNFT e os respetivos serviços e estabelecimentos do SNS. As CFT estabelecimentos hospitalares e das ARS poderão propor à CNFT o que tiverem por conveniente dentro das matérias da sua competência.

A CNFT é constituída por elementos provenientes de estabelecimentos e serviços do Serviço Nacional de Saúde e de outras instituições e por outras personalidades de reconhecido mérito

Presidente:

  • Dr. Paulo Ilídio dos Santos Paiva

Médico, presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Centro Hospitalar Universitário do Porto, E. P.

Vice-presidente:

  • Dra. Nadine de Jesus Pinto Ribeiro Ferrão Gonçalves

Farmacêutica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, I. P

Membros:

Dr.ª Ana Filipa Horta de Oliveira Cardoso Pais, médica, Presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Instituto Português Oncologia de Coimbra Francisco Gentil, E. P.

Dr.ª Ana Margarida Marques Batista Martins, farmacêutica, em representação da Secretaria Regional da Saúde da Região Autónoma dos Açores;

Dr.ª Ana Maria Silva Miranda, médica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde do Norte, I. P.;

Dr.ª Ana Paula Oliveira Moura Macedo, farmacêutica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, E. P. E. ;

Dr.ª Angela Santos Neves, médica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde do Centro, I. P.;

Dr. Armando João Alcobia da Silva Martins, diretor dos serviços farmacêuticos do Hospital Garcia de Orta, E. P. E.;

Prof. Doutor Carlos Manuel dos Santos Moreira, médico, representante da Direção -Geral da Saúde;

Dr.ª Carminda Bento Martins, farmacêutica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde do Algarve, I. P.;

Dr.ª Catarina Maria Vicente de Oliveira Coelho, farmacêutica, presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde do Centro, I. P.;

Dr.ª Clementina Atanásio Varela, diretora dos serviços farmacêuticos do Instituto Português Oncologia de Coimbra Francisco Gentil, E. P.;

Prof. Doutor Frederico José Teixeira, médico, representante da Ordem dos Médicos;

Dr. Herberto Rúben Câmara Teixeira de Jesus, médico, Presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Administração da Saúde da Região Autónoma da Madeira, IP -RAM, em representação da Secretaria Regional da Saúde da Região Autónoma da Madeira;

Prof.ª Doutora Isabel Vitória Neves de Figueiredo Santos Pereira, farmacêutica, representante da Ordem dos Farmacêuticos;

Dr.ª Isaura Sofia Pinto Vieira, economista, representante da Administração Central de Sistemas de Saúde, I. P.;

Dr. João Luís Vaz de Paiva Alves, diretor dos serviços farmacêuticos do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, E. P. E.;

Prof. Doutor João Paulo Cruz, diretor dos serviços farmacêuticos do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, E. P. E.;

Dr. José Alberto Noronha Marques Robalo, médico, presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Alentejo, I. P.;

Dr. José António Lopes Feio, diretor dos serviços farmacêuticos do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, E. P. E.;

Dr. José Manuel Correia, médico, presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Ocidental;

Prof. Doutor Luís Manuel de Almeida Nunes, médico, presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central, E.P.;

Dr. Marco Ferreira, médico, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde do Algarve, I. P.;

Dr.ª Margarida Augusta Brazão Cupertino Câmara, médica, Presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do SESARAM, E. P. E., e membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Região Autónoma da Madeira, em representação da Secretaria Regional da Saúde da Região Autónoma da Madeira;

Prof.ª Doutora Maria de Fátima Pinela da Silva Mousinho de Palhares Falcão, diretora dos serviços farmacêuticos do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Ocidental, E. P.;

Dr.ª Maria Isabel Pinto Ferreira, farmacêutica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde do Norte, I. P.;

Dr.ª Maria Luísa Sousa Silva Grenho Pereira, farmacêutica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde do Alentejo, I. P.;

Dr.ª Maria Manuela Milne, farmacêutica, em representação dos serviços farmacêuticos do Centro Hospitalar Universitário de São João, E.P.;

Drª. Maria Teresa Águas da Silva Almodôvar, médica, presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Instituto Português Oncologia de Lisboa Francisco Gentil, E. P.;

Dr. Nuno Miguel da Silva Marques, médico, Diretor Clínico do Hospital Garcia de Orta, E. P.

Dr.ª Patrícia Howell Monteiro, médica, membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, E. P.;

Dr.ª Patrocínia Maria Pinto de Castro e Rocha, diretora dos serviços farmacêuticos do Centro Hospitalar Universitário do Porto, E. P.;

 Dr.ª Paula Maria Broeiro Gonçalves, médica, presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, I. P.;

Prof. Doutor Pedro Manuel Narra de Figueiredo, médico, Presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, E. P.;

Prof. Doutor Roberto Liberal Fernandes Roncon Albuquerque, médico, Presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Centro Hospitalar Universitário de São João, E. P.;

Dr. Rui Manuel Cabral Suzano, médico, em representação da Secretaria Regional da Saúde da Região Autónoma dos Açores;

Dra. Rute Isabel Petronilho Ponte Varela, diretora dos serviços farmacêuticos do Instituto Português Oncologia de Lisboa, E. P. E.;

 Prof. Doutor Vítor Pedro Tedim Ramos Cruz, médico, presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica da Unidade Local de Saúde de Matosinhos, E.P.;

O acesso e consulta do Formulário Nacional de Medicamentos pode ser efetuado através de um clique na imagem ou através do link: https://extranet.infarmed.pt/fnm-fo/#/

 

 

O Formulário Nacional de Medicamentos (FNM) prevê os critérios de utilização de medicamentos, no contexto da aquisição e utilização de medicamentos em estabelecimentos, serviços hospitalares e de ambulatório do SNS.

O FNM é uma ferramenta de apoio à aquisição e utilização de medicamentos nos serviços de saúde do SNS com vista à utilização racional de medicamentos do SNS.

O acesso e consulta do Formulário Nacional de Medicamentos pode ser efetuado através de um clique na imagem ou através do link: http://app10.infarmed.pt/pt/fnm/prefacio.php.

O FNM é um documento dinâmico e em permanente elaboração, pelo que poderão estar omissas DCI, cuja inclusão e detalhes de posicionamento no FNM, se encontrem em análise pela CNFT. Eventuais contributos devem ser enviados para cnft@infarmed.pt.

Pode consultar os documentos de suporte e anexos do FNM no separador "Documentos de suporte e anexos do FNM".

O acesso e consulta das Orientações da CNFT pode ser efetuado através do link: https://extranet.infarmed.pt/fnm-fo/#/

 

Orientações

n.º 14 Esclarecimentos CNFT: Circuito de prescrição e dispensa de medicamentos biológicos e iJAK no âmbito da portaria n.º 99/2022 de 21 de fevereiro

n.º 13 Circuito de prescrição e dispensa de medicamentos biológicos e iJAK no âmbito da portaria n.º 99/2022 de 21 de fevereiro

n.º 12 Recomendações para a Terapêutica Farmacológica da Hiperglicémia na Diabetes Mellitus tipo 2

n.º 11 - Medicamentos para o tratamento do mieloma múltiplo

n.º 10 - Estratégia para mudança (switch) entre marcas dos medicamentos infliximab, etanercept, adalimumab e rituximab

n.º 9 - Associações de dose fixa para tratamento e prevenção das doenças cardiovasculares

n.º 8 - Recomendação sobre utilização de Imunoglobulina Humana Normal

n.º 7 - Antibioterapia

n.º 6 - Esclarecimentos da Comissão Nacional de Farmácia e Terapêutica: Orientação n.º 5 "Utilização de medicamentos biossimilares e mudança de medicamento biológico de referência para um biossimilar"

n.º 5 - Utilização de Medicamentos biossimilares

n.º 4.2 Utilização de fármacos para o tratamento da esclerose múltipla

n.º 4.1 - Utilização de fármacos para o tratamento da esclerose múltipla

n.º 4 - Utilização de fármacos para o tratamento da esclerose múltipla

n.º 3 - Recomendações de utilização de fármacos no tratamento do VIH

n.º 2 - Associações de dose fixa para tratamento do VIH

n.º 1 - Medicamentos biossimilares - texto completo I resumo

 

Informação para o doente
Medicamentos biossimilares