Acessibilidade

Estamos à procura de trabalhadores:

Com relação jurídica de emprego público;

Que valorizem  o respeito pelo outro, o desafio da inovação, o desafio da autonomia técnica e a responsabilização.
 

Quem somos:

Uma equipa dedicada à proteção da saúde pública;

Uma das melhores agências da Europa na nossa área de intervenção.

Conheça a nossa história.
 

Valorizamos e acolhemos:

O direito à igualdade;

A conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal;

Modelos de organização flexíveis de trabalho dentro das várias modalidades previstas para a administração pública;

O desenvolvimento profissional;

O bem-estar no local de trabalho, proporcionando condições apropriadas, a par de um ambiente seguro e saudável.

Informamos que no dia 24.01.2023, remetemos, via correio eletrónico, a convocatória para a realização do segundo método de seleção - a Avaliação Psicológica.

Visualize frequentemente o spam da sua caixa de correio.

Esclarecimento de dúvidas: recrutamento@infarmed.pt

 

 

Atividades:

  • Apoiar a implementação da política de gestão de Recursos Humanos, considerando as especificidades dos processos de RH, em específico na área de desenvolvimento de competências através do processo formativo;
  • Monitorizar e controlar a aplicação de políticas e instrumentos de Recursos Humanos, de forma transversal, com especial incidência no processo de gestão da formação;
  • Assegurar a operacionalização do processo de gestão da formação nas suas diferentes fases de planeamento, execução, monitorização e avaliação;
  • Assegurar a atualização da informação nas bases de dados relevantes para o processo;
  • Operacionalizar os processos de Recursos Humanos e responder aos pedidos de apoio dos seus clientes internos, utilizando os meios disponíveis;
  • Colaborar em projetos no âmbito dos processos de gestão de pessoas.

 

Requisitos preferenciais:

  • Experiência anterior no domínio da gestão da formação na área da saúde e na área farmacêutica;
  • Formação em competências pedagógicas;
  • Boas competências de comunicação;
  • Experiência anterior em equipas de trabalho multidisciplinares;
  • Experiência na Gestão do Sistema da Conciliação.

O conteúdo funcional corresponde ao da carreira de Técnico Superior, na função de técnico de farmacovigilância, que consiste em:

  1. Gerir a informação de segurança relacionada com medicamentos, designadamente Notificações de RAM, Planos de Gestão do Risco, Alertas de segurança;
  2. Efetuar a análise técnico-científica das diferentes fontes documentais relativas a segurança de medicamentos e propor as adequadas medidas de minimização do risco de medicamentos;
  3. Promover a implementação das medidas de minimização do risco em coordenação com os titulares de AIM;
  4. Proceder à divulgação da informação de segurança junto dos profissionais de saúde, doentes e público em geral, usando diferentes suportes, designadamente o Boletim de Farmacovigilância;
  5. Garantir o apoio e a articulação com as Unidades Regionais de Farmacovigilância (URFs);
  6. Participar no Sistema Europeu de troca de informação de segurança e assegurar a atualização da informação nas bases de dados relevantes para a monitorização da segurança dos medicamentos.

Estamos a recrutar por mobilidade interna um Assistente Técnico - Assistente de Laboratório para Direção de Comprovação da Qualidade

  • Conteúdo funcional:
  • Assegurar a gestão do material de laboratório;
  • Preparar soluções de uso laboratorial;
  • Assegurar a limpeza especializada das salas limpas.

 

Dá-se preferência a quem tenha experiência em laboratório.

Estamos a recrutar por mobilidade interna três assistentes técnicos - Apoio Técnico-administrativo para Direção de Avaliação do Medicamento

  • Conteúdo funcional:
  • Assegurar o necessário apoio administrativo à Direção de Avaliação do Medicamento:
  • Garantir apoio administrativo à gestão dos processos da Direção/Unidade;
  • Atendimento telefónico,
  • Gestão documental, arquivo e registo da documentação,
  • Atualizar a informação constante das Gestão de bases de dados de suporte à Direção/Unidade,
  • Apoio na distribuição de correio interno incluindo a gestão de proxys da Direção na Direção,
  • Publicação de Circulares Informativas e de outra informação no site do INFARMED, I.P.
Assegurar o necessário apoio administrativo à Comissão de Ética para a Investigação Clínica (CEIC): 
 
  • Validação administrativa de estudos clínicos submetidos à CEIC;
  • Apoio administrativo à gestão técnica dos processos da CEIC;
  • Atualização da informação constante das bases de dados de suporte à CEIC;
  • Atendimento telefónico; Gestão documental;
  • Organização arquivo e registo da documentação;
  • Apoio na gestão de proxys da Direção.

Estamos a recrutar por mobilidade interna um Técnico Superior - Técnico de Informação e Atendimento para Direção de Gestão de Informação e Comunicação (DGIC).


Caracterização do posto de trabalho:
 

  • Prestar apoio técnico à equipa de atendimento assegurando apoio à elaboração de respostas aos pedidos de informação que impliquem conhecimentos técnicos na área farmacêutica - função de backoffice;
  • Agilizar a prestação de informação e esclarecimento dos clientes e parceiros do Infarmed:

Promover a padronização de conteúdos para suporte às respostas;
Contribuir para o enriquecimento da base de conhecimento do Centro de Informação do Medicamento e dos Produtos de Saúde (CIMI), através da criação de conteúdos e da construção de soluções para que esta evolua para uma estrutura intuitiva e eficaz;
Mapear necessidades de informação, atualizando e melhorando a produção e fluxo da informação no CIMI.

  • Identificar as necessidades de formação dos elementos da equipa sobre conteúdos técnicos do Infarmed e os Serviços que podem assegurar a formação interna identificada;
  • Intervir e prestar apoio técnico a projetos de melhoria do acesso à informação (projetos da DGIC).

Estamos a recrutar por mobilidade interna um Técnico Superior - Avaliador para Direção de Avaliação de Tecnologias da Saúde

  • Caraterização do posto de trabalho:
  • Avaliar e gerir os processos de financiamento público de novas tecnologias de saúde, na vertente da avaliação farmacoterapêutica ou avaliação económica.
  • Participar nos grupos nacionais e internacionais relacionados com a Avaliação tecnologias de Saúde.