Subscrever Notícias

Acessibilidade

Insuficiente evidência para uso de ivermectina na COVID-19

Imprimir

Acessibilidade

11 mar 2021

Os medicamentos contendo ivermectina atuam como antiparasitários no tratamento da filariose, estrongiloidose e escabiose, profilaxia da recidiva da estrongiloidíase e na escabiose persistente ou escabiose.

Têm vindo a ser publicados vários estudos que analisam o potencial recurso à ivermectina no contexto da profilaxia e tratamento da COVID-19.

O INFARMED, I.P., através da sua Comissão de Avaliação de Medicamentos, analisou os artigos e publicações disponíveis e informa que se entende que, à data, dadas as limitações metodológicas nos ensaios em que a ivermectina foi utilizada, e as dúvidas quanto à dose adequada e sua segurança no âmbito da infeção causada pelo SARS-CoV-2, não existem evidências que apoiem a utilização deste medicamento na profilaxia e tratamento da COVID-19.

O uso de ivermectina continua a ser estudado em ensaios clínicos e os seus resultados serão acompanhado pelo INFARMED, I.P..

Notícias 3