Subscrever Notas de imprensa

Comunicado de imprensa - Infarmed assegura qualidade dos protetores solares utilizados em Portugal

Imprimir

25 jul 2019

O laboratório do Infarmed, através de 245 ensaios, analisou 35 protetores solares, tendo confirmado que todos cumpriam os requisitos de qualidade e segurança. A avaliação dos protetores em causa - com fatores de proteção solar entre 30 a 50+- confirmou, entre outros aspetos, que o Fator de Proteção Solar corresponde à categoria declarada na embalagem.

Os produtos analisados foram colhidos entre maio e junho de 2019, em diversos pontos da cadeia de distribuição, nomeadamente, distribuidores e locais de venda ao público como farmácias e supermercados

Esta campanha - planeada e implementada em 2019 – e à semelhança de anos anteriores, consistiu na determinação do fator de proteção solar (FPS ou SPF, Sun Protection Factor), na avaliação laboratorial da qualidade microbiológica e na análise da rotulagem dos respetivos produtos

Para mais informação, pode consultar o relatório completo, também na página Campanhas laboratoriais de supervisão do mercado - da área Controlo laboratorial de cosméticos -, e o comunicado de imprensa em anexo ou ainda na página Comunicados de Imprensa.

Infarmed aconselha

Em plena época de verão, a proteção solar é essencial para prevenir queimaduras solares.

Para garantir que o protetor solar cumpre os seus objetivos, é essencial que todas as zonas da pele expostas ao sol sejam protegidas. O protetor solar deve ser o indicado para o tipo de pele de cada indivíduo. Só os protetores com fator de proteção solar acima de 30 têm proteção elevada. Entre 6 e 10 é baixa e entre 15 e 25 é média.


O protetor deve ser colocado de duas em duas horas e após nadar ou transpirar, porque a água e o suor reduzem a sua eficácia.

O uso destes produtos não exclui medidas de proteção adicionais, como o uso de chapéu, guarda-sol e óculos de sol. Nas horas de maior calor – entre as 12 e as 16 horas – a exposição solar deve ser evitada. Mesmo nos dias nublados, as radiações atravessam as nuvens e podem provocar queimaduras

Aconselha-se também a leitura da infografia sobre Medicamentos e calor.