Novo medicamento para asma - Cinqaero (Reslizumab) - Avaliação prévia hospitalar concluída

Imprimir

04 jan 2019

O medicamento Cinqaero (Reslizumab) obteve autorização para ser utilizado em meio hospitalar na indicação:

"Terapêutica adjuvante em doentes adultos com asma reslizumab apresenta valor terapêutico acrescentado major como tratamento adjuvante em doentes adultos com asma eosinofílica refratária grave inadequadamente controlada com utilização combinada de glucocorticoides inalados em alta dose (¿1000 mcg/dia de propionato de fluticasona ou equivalente), um beta2-agonista de longa duração ou, se não houver resposta ao beta2-agonista de longa duração, um antagonista dos recetores do leucotrieno ou uma teofilina de libertação lenta, desde que sejam cumpridas cumulativamente as seguintes condições:

- Doentes com asma eosinofílica refratária grave;

- Doentes com exacerbações clinicamente significativas frequentes e que mostrem reversibilidade nos testes da função pulmonar (espirometria) [reversibilidade de mais de 12% no FEV1];

- Doentes tratados diariamente, ou em vias de o serem muito em breve, com glucocorticoides sistémicos de manutenção."

Na avaliação económica, os valores custo-efetividade incrementais associados à introdução do medicamento reslizumab no arsenal terapêutico, assim como os resultados do impacto orçamental, foram considerados aceitáveis, depois de negociadas condições para utilização pelos hospitais e entidades do SNS tendo em atenção as características específicas do medicamento e da doença em causa.

Pode aceder a este e a outros relatórios na página Relatórios de avaliação.

Alertas_Notícias - injectáveis